quarta-feira, 21 de maio de 2014

Dicas de trekking.

Nas viagens de trekking, não é só a paisagem que você tem que prestar atenção, 90% dos acidentes são causados por desatenção e irresponsabilidade, preste atenção na hora de montar a sua viagem e principalmente na hora de montar a sua mochila. A escolha dos equipamentos corretos é essencial para uma viagem segura e divertida.

Parque Estadual da Pedra Azul (ES)

A primeira grande dica para a caminhada de montanha (trekking) é  ter sempre um apoio (cajado, bengala ou bastões de caminhada), estes te ajudam a manter a postura, servem de apoios tanto para descer quanto para subir, distribuem o esforço entre pernas e braços e ajudam a afastar algum animal indesejado.

Se informe sobre o local no qual vai fazer trekking e sobre os acessórios que precisa levar. Nunca deixe de levar um kit de primeiros socorros.

Aiuruoca  (MG)

A mochila que você vai usar depende muito do tipo de viagem que você vai fazer, e como é nela que você vai carregar tudo é indiscutível a sua importância. Usar a mochila errada pode causar lesões nas costas e outros desconfortos na sua viagem.

Tenha sempre água e comida (de preferência a mais do que o necessário). Beba e coma antes de sentir sede e fome. Descanse antes de sentir cansaço. Use protetor solar e repelente. Não corra na trilha. Olhe onde pisa e onde se apoia.


Parque Florestal Estadual do Turvo – RS

Não use um tênis novo para fazer trilha ou vai acabar com os pés cheios de bolhas. O tênis que você vai usar precisa ser firme e apropriado para que você não se machuque. Nunca molhe-o; se tiver que atravessar um rio, tire-os e atravesse a pé para depois secar os pés e colocá-los de novo. Faça um bom alongamento antes e depois de caminhar.

Não leve peso em excesso, leve apenas o que precisar. Uma roupa para o dia e outra para a noite deve ser mais que o suficiente. Se você está viajando para um lugar frio, pense em agasalhos quentes, mas leves.

Parque Estadual da Pedra Branca - RJ

Sempre leve mapa, bússola e GPS. Certifique-se de que saiba usar a sua bússola e seu GPS antes de partir para a sua viagem. Avise alguém sobre seu roteiro. Se não conhecer a região contrate um guia. Monitore o tempo todo o caminho e o tempo.

Não danifique a trilha. Recolha seu lixo e o que encontrar. Caso precise fazer alguma necessidade (banheiro) afaste-se o máximo possível de linhas d’agua (córregos, riachos e rios) e enterre os dejetos.

Parque Estadual do Ibitipoca (MG)

Nas ladeiras subindo, dê passos curtos e levemente inclinado para frente, apoiando bem um dos pés antes de se impulsionar e não suba nas pontas dos pés, isso pode fadigar as panturrilhas. Use os bastões para ajudar no impulso.
Nas ladeiras descendo, dê passos curtos e em ritmo constante, inclinando-se levemente para trás para evitar os esforços nos joelhos, use os bastões apoiando na frente e antes de mover os pés.

Faça uma parada logo nos primeiros dez minutos para ajustar a mochila, nesse período sua bagagem já se assentou. Após a primeira parada, faça uma leve pausa a cada 1 hora de caminhada, aproveite para tirar fotos e apreciar a natureza.

Pedra do Baú – SP

Se você manter em mente essas dicas, com certeza vai ter uma viagem mais segura e relaxada. Lembre-se de aproveitar a trilha e não tratá-la como se fosse uma corrida: o importante é a jornada, e não o local de chegada.



Fontes:
http://www.trilhaserumos.com.br
http://www.hiperativos.com.br
http://www.altus.tur.br
http://www.panoramio.com/photo/1900612
http://www.cidade-brasil.com.br/municipio-santa-rita-de-ibitipoca.html
http://www.parquepedrabranca.com/
http://ecoviagem.uol.com.br/blogs/brasilzao/boletins/yucuma-o-maior-salto-do-mundo-esta-no-brasil-7002.asp
http://www.idaf.es.gov.br/Pages/wfParquePedraAzul.aspx

Nenhum comentário:

Postar um comentário